Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \30\UTC 2008

A Record transmitiu com exclusividade a final da copa da UEFA no mês passado, o jogo entre Alemanha e Espanha, mas não souberam legendar a abreviação dos clubes.

Existem poucas opções:

Em português: ALEMANHA x ESPANHA  -> ALE x ESP

Em inglês: GERMANY x SPAIN -> GER x SPA

Nos idiomas de cada um: DEUTSCHLAND x ESPAÑA -> DEU x ESP

Agora… GER x ESP ficou algo no mínimo estranho.

Read Full Post »

Nâo posso decepcionar pedidos de um de meus 4,2 leirores diários. 🙂
Vou falar sobre especismo, assim, o assunto em pauta é novamente o vegetarianismo, que vem embutido de carona nisto.
A definição, que é bem simples, é a discriminação de seres vivos de outras espécies por uma dada espécie. Vale dizer que a única espécie capaz de discriminar assim é a humana, portanto refraseando: trata-se da discriminação de outras espécies por parte dos humanos.
É um pouco polêmico, já que é inerente aos seres vivos se alimentarem de outros sem grandes crises de consciência, mas que os vegetarianos observam com maior gravidade.

Assisti a um documentário maravilhoso chamado Earthlings (Terráqueos), que explica muito bem isso (e felizmente tem ele todo on-line legendado). Nele fica claro que o que está errado não é exatamente o fato do homem se alimentar de outros animais, mas da forma cruel com a qual os animais são inseridos na nossa alimentação.

É um fato muito bem sabido, que se fôssemos todos visitar os abatedouros, as fazendas, e víssemos como os animais são criados, como crescem e como são abatidos, e mais que tudo isso: como eles são cultivados para nos alimentar, mais da metade viraria vegetariana na hora (eu estou na metade do caminho). Ah, sim, só como gancho: eles se alimentam basicamente de soja transgênica, que eu falarei sobre num outro post.
Porém, o documentário vai além, e mostra o outro lado do especismo. Mostra como gira a indústria de animais domésticos, e o quanto eles são procriados sem o menor cuidado e quantos são abandonados por criancinhas mimadas que só achavam fofinhos, mas na hora de cuidar não quiseram saber mais (nem seus pais). Os números em grandes cidades são alarmantes.
Segue depois pra parte que eu considero das mais cruéis ever! Os rodeios, vaquejadas, touradas, farras de boi e afins. Taí algo que tá difícil de tolerar e de tolerar quem tolera. Claro que todos os que fazem parte do meio sempre defende com unhas e dentes que os animais não são machucados nem nada… alguém acredita mesmo nisso? Claro que no caso de touradas mal existem os argumentos. Mas é de se pensar de verdade se temos o direito de nos divertir às custas de outros animais (quer dizer, estou assumindo que milhares de pessoas que frequentam estas festas de peão e afins se divirtam com isso). Perguntando para pessoas, eu vi que tem gente que gosta de rodeios, por exemplo, por causa dos shows de música sertaneja, mas que também têm pena do que acontece aos animais. Não sei se sou eu, mas… não é o caso de deixar de ir a estes shows, já que fomenta ainda mais este tipo de programação? Sei lá, se eu fosse fâ de uma banda que fizesse isso, eu iria exigir que não participassem, indignado. Vi umas comunidades no orkut dos que defendem o rodeio e ficam repetindo até a morte que é uma atividade respaldada por lei federal de 2001, etc e tal. OK, pra quem quer acreditar que tudo que tem uma lei é bom, fiquem aí se divertindo com o mal estar e sofrimento de animais.

Read Full Post »

Pedindo água

Água é um problema sério no mundo de hoje. O planeta é formado por cerca de 70% de água, mas apenas 0,25% é o que consideramos água potável, que está em rios, lagos, etc. Desta, 70% é destinada à agropecuária, o que reduz a 0,075% que temos para consumo doméstico.

Com o escasseamento de recursos do planeta, onde se acredita segundo a ONU, que até 2025 teremos 2,7 bilhões de pessoas sem água potável suficiente, as discussões sobre as melhores formas de se utilizá-la são frequentes.

Uma das questôes mais abordadas é a do consumo de carne. Vivemos hoje num país que é a maior “fábrica” de carne do mundo. Somos o maior exportador. Hoje temos no país cerca de 200 milhóes de bovinos (mais que temos de pessoas) e mais 180 milhões de frangos, em esquema industrial na maior parte das vezes, já que estes seres são “cultivados” pela indústria alimentícia. O consumo de água desta indústria é enorme. Calcula-se que para cada quilo de boi são necessários 15 mil litros de água. Claro que esta conta não leva em consideração o que os bois fazem de xixi e etc., mas ainda assim, é preciso ter esta água potável toda disponível durante a vida do animal. Claro, ainda nem vou me aprofundar nas questões de especismo e sofrimento animal, guardo para um outro post.

O consumo da água por parte da população também requer um cuidado enorme, já que o desperdício é muito notório. A média de consumo de água pela população, em termos de litros por habitante por dia varia demais (de 10 a 1000), o que, claro, tem uma lógica social. Regiões mais ricas tem pessoas que usam mais água, lavam mais roupas, tomam mais (e demorados) banhos, etc. No mundo de hoje ainda tem gente que varre a calçada com a mangueira e deixa a torneira aberta para escovar os dentes. Muito precisa ser feito em termos de educação. É necessário uma geração todinha crescer com esta nova visão da forma como os recursos do planeta devem ser poupados

Read Full Post »

Esta eu peguei lá no Contraditorium, neste artigo.

É realmente chocante ver este tipo de coisa acontecendo. Resumidamente, o Senado contratou o serviço de exibição de um banner de menos de 200 pixels por 48 mil reais mensais, por um ano. Isso num site desconhecido (paraiba.com.br), com pequeno volume de acessos. Posteriormente, as informações foram alteradas, tirando-se o termo que dava a entender que o contrato era mensal, mas ficou no cache do google aqui.

Pra piorar, foram atrás do dono do domínio deste site, e descobriram ser o PAI do atual governador da Paraíba, que segundo o Wikipedia já quase cometeu um assassinato.

Claro, já tem campanha de um batalhão de blogueiros que também querem exibir o banner do senado por muito menos que isso.

Ridículo, não? Pensar que quem pagou por este anúncio, em última instância, fomos nós mesmos…

Read Full Post »

Pitta

…de como devemos limar a classe política por muito menos que uma eventual ficha suja que conste na justiça.

Fico pensando aqui com alguns fatos que estão se desenrolando ao mesmo tempo. Falo da prisão de Celso Pitta e mais Naji Nahas e Daniel Dantas (UAU!), numa operação que escancara 0,0093% do que existe de corrupção e desvio de grana no Brasil, e da discussão no STF sobre a possível inegebilidade ou divulgação pública de políticos com ficha suja (e suas variantes).

Penso na população votando. É claro que uma informação dessa sobre condenação é uma arma importante que pode ajudar muito a separarmos o joio do trigo no que se refere a pessoas de bem. Eu queria que isso fosse muito além. Acho que no caso de Celso Pitta, que pelo volume de dinheiro envolvido deve ter advogados de grande porte, não precisaríamos ir tão longe.

o que estou tentando dizer aqui é: será que precisa de muito pra que uma pessoa se mostre indigna de nossa confiança? Precisa o Pitta ser condenado para qualquer pessoa (inclusive o Maluf) nunca mais vote nele?

Correeeee Pittaaaaaaaaaaaa!

Read Full Post »