Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \26\UTC 2009

A bola de boliche nuclear

licfisc11Eu costumo dizer que ter no país usinas nucleares é como dormir com uma bola de boliche na prateleira que fica na cabeceira da cama. Nunca se sabe com toda a certeza se um dia vai bater um vento, ou ser esbarrada e cair.

Hoje foi noticiado que houve um vazamento “insignificante” que contaminou 3 funcionários em níveis “abaixo das normas reguladoras”. Estranho divulgarem apenas 10 dias depois, não é? Eu quando assisto um jornal e vejo a notícia de uma batida de carro, que hoje já é tratada como insignificante, sempre vejo de batidas que acabaram de acontecer…

Energia nuclear NÃO é solução para nossa matriz energética. O Brasil tem um potencial de renováveis enorme e pode muito bem viver sem esta indústria obsoleta, perigosa, instável, com potencial de geração de conflitos e cheia de obscuridades.

Será que um dia alguém vai me explicar porque o órgão que fiscaliza o uso de energia nuclear no país é o mesmo que o regulamenta?

Em tempo, lembrei só de outra comparação cabível (e que eu não conseguiria deixar de colocar): se uma maternidade te dissesse que você pode ficar tranquilo em usar os serviços pois eles deixam apenas um bebê cair no chão a cada um milhão que nasce, você usaria os serviços desta maternidade?

Read Full Post »

Foto: Diógenis Santos/Agência Câmara

Foto: Diógenis Santos/Agência Câmara

O Deputado Edmar Moreira, que gosta de frisar sua origem humilde, mas hoje é dono de um castelo não declarado no imposto de renda, hoje deu uma tirada digna de sua majestade.

Ao ser questionado pelo uso de verbas indenizatórias e ter apresentado notas de uma empresa de sua propriedade, sendo que ele mesmo é o único cliente de sua empresa, ele soltou a pérola:

“Qual a ilegalidade de uma empresa não ter clientes na atualidade e passar por dificuldades financeiras?”

Merece um Oscar.

Read Full Post »

Será que algum deles é requeijão mesmo? Pior que usam "original" e "tradicional" pra confundir um pouco mais.

Será que algum deles é requeijão mesmo? Pior que usam "original" e "tradicional" pra confundir um pouco mais.

Não é de hoje que os requeijões mudam, se transformam, aparecem, desaparecem, reaparecem e se relançam. Tanto movimento tem a ver com a lambança nas fórmulas e no que as marcas são obrigadas a rotular.
Hoje em dia, a grande maioria do que pensamos ser requeijão, simplesmente não é. A base do requeijão é o leite, conforme a definição da ANVISA. Esta página ainda mostra uma série de outras informações interessantes a respeito.

As tais “especialidades lácteas”, “cremosos” e outros nomes disfarçados de requeijão utilizam em geral a gordura vegetal e amido na sua base, e infelizmente prevalecem nas prateleiras dos supermercados. Muitas marcas estão usando colocando em letras miúdas a presença do amido. É muito fácil entender o porquê: é muito mais barato um produto com amido e gordura vegetal e rende milhares e milhares de reais nas unidades que são vendidas em massa em supermercados (claro, camuflados nas gôndolas com os poucos requeijões que ainda devem haver).
O Ministério da Agricultura foi pressionado pelas indústrias para que pudesse ser usado o termo “Requeijão com amido”, e lamentavelmente este possui grande quantidade da nociva gordura trans, segundo o comentário de Marcelo Leitão, técnico em leite e derivados, nesta página. Ou seja, o produto fica mais barato pra vender mais e dane-se a nossa saúde.

Pra piorar um pouco a situação, atualmente se vê nas gôndolas 3 diferentes tamanhos de porção: 200g, 220g e 250g. Estabelecer o melhor custo benefício entre qual foi feito a partir do leite e ainda tem o menor preço por grama é uma tarefa bem improvável.

Então se o que você quer é requeijão de verdade, com leite e sem gorduras trans, olho no rótulo e evite todos que possuem amido e gordura vegetal nos ingredientes.

Read Full Post »

E a Revista Playboy fez de novo: não bastasse esta barbaridade anterior, duvidou da inteligência das pessoas e passou um trator de Photoshop por cima da edição de Maio, com a Josy.

Primeiro basta dizer que se ela tirou as fotos apenas 4 dias após a cirurgia de implante de silicone nos seios, com certeza houve um tratamento contundente nas imagens. Só não precisavam eliminar os mamilos numa capa de revista.

Abaixo, minha sincera interpretação do que quem compra a revista consome: [clique para abrir o aplicativo em outra página]

Clique na imagem para abrir o aplicativo em outra janela.

Clique na imagem para abrir o aplicativo em outra janela.

Read Full Post »

Tente responder o que é pior na TIM (ou Tim-enganei, como já se diz por aí):

– a velocidade do serviço TIM web banda larga, que de banda larga não tem nada mesmo quando conectado na rede 3G?

– a quantidade de intermitência que este serviço fica caindo, ou várias horas seguidas fora do ar sem a possibilidade de pedir ressarcimento deste valor?

– o serviço de atendimento (eu disse atendimento?) ao consumidor, que simplesmente não atende, e na improvável hipótese que atenda uma hora depois de orelha quente no telefone, não se vê o problema resolvido?

– eles prometerem que o protocolo será enviado via SMS e isto jamais ser recebido, mesmo ligando e conseguindo ser atendido mais de uma vez?

Existem coisas que eu realmente gostaria de entender sobre a TIM. Uma delas diz respeito ao serviço de atendimento ao consumidor. Há algum tempo atrás, como noticiado aqui, novas regras foram impostas para que o consumidor pudesse ser melhor atendido. Uma delas diz respeito ao prazo máximo de atendimento telefônico para um minuto. Por que a TIM desrespeita este prazo todos os dias desde a implementação destas regras e tá tudo bem? Alguém ouve falar de multas para a empresa?

Voltando à parte técnica, eu aos poucos vou descobrindo como funciona esse serviço capenga. A velocidade é muito baixa, comparada a uma conexão discada e já foi publicado no blog do Thales (link na primeira linha) que o nome do produto foi alterado para outro sem o termo “banda larga”, claro que possivelmente para evitar problemas de consumidores reclamando por isso. Todas as cláusulas falam em “até 1Mbps” exatamente por isso.

Só para lembrar para quem não sabe, que a se velocidade de download que você fizer for entre cerca de 20 e 25kBps, o indicador de velocidade do discador da TIM marcará entre cerca de 180 e 190Mbps. Usando meus tempos remotos de eletrônica digital, suficiente e antiga o suficiente pra lidar com flip flops e multiplexadores, mas no caso, para distinguir bits de bytes. Então relembrando que o básico é o seguinte:

1 byte = 8 bits

MBps significa Mega bytes por segundo;
Mbps significa Mega bits por segundo.

22kBps = 176kbps

Onde se enquadram em total sentido os números que eu falei acima, vide gráfico.

tim_bits_por_segundo

Compare as duas taxas de download na parte inferior da imagem

Você usa Tim web? Faça as contas: use um programa qualquer de downloads que mostre a velocidade, ou FTP, e compare com o gráfico do aplicativo de discagem da TIM. Fatalmente o valor de um será cerca de 1/8 do outro. Considere que outras aplicações podem estar acessando a internet, como atualização automática do Windows ou do Adobe Reader.

Assim, o serviço que a TIM de “um mega” como popularmente as pessoas dizem, não é de fato 1MBps, mas 1Mbps que possibilita downloads de cerca de 128kBps.
Considerando que no contrato a TIM está protegida com a oferta garantida (que nem esta acontece) de 10% da velocidade contratada, significa que se eu tiver no mês todo apenas 12,8kBps, o nosso “um mega” está sendo entregue e tá tudo certo pra TIM em seu serviço “banda larga”. Legal, né? Por linha discada já consegui downloads assim.

Eu uso internet desde 1994, antes dela se tornar comercial, e já experimentei todo tipo possível de conexão: discada, 3G,  rádio, ADSL, cabo e até satélite. Posso afirmar com muita segurança que os serviços de web via mini-modem usando tecnologia 3G estão muito distantes de possuirem um custo benefício razoável. Comparados com internet a cabo (Net) ou ADSL (Velox, Speedy e afins), deveriam custar 1/3 do que custam hoje para fazer juz ao seu serviço.

Vou seguir reclamando da TIM até ter um retorno satisfatório e prometo atualizar o blog sempre que tiver novidades sobre o assunto.

Read Full Post »

Não, obrigado! :)

Num mercado competitivo do comércio, as empresas investem em ambientes aconchegantes, comidas diferenciadas, confortos… pra chegar alguém e estragar tudo! Estive na padaria Plaza em Fortaleza um dia destes, conversando com um amigo sobre trabalho. Estávamos ambos de notebook, e resolvemos trocar umas figuras, mostrar alguns trabalhos, conectar à internet, etc..
Assim, sentamos numa mesa próxima a uma tomada e começamos a usar, enquanto consumíamos um café. Após cerca de uma hora de conversa, um responsável (?) pelo estabelecimento veio indignado dizer que não era certo, que estávamos montando um escritório lá dentro. Que não nos tiraria de lá à força (puxa, que consideração), mas que deveríamos repensar a atitude.
Ora essa… num mundo que preza por manter os clientes lá por mais tempo para consumir (a esposa de meu amigo chegou depois e almoçava enquanto ele reclamou), este senhor parece ter parado no tempo.  Ela inclusive tentou dizer que estava conosco(estava na mesa ao lado), mas foi rapidamente excluída da conversa com um “o meu assunto é aqui com eles”.
Não disseram pra ele que os locais de hoje em dia até oferecem internet de graça para atrair pessoas como eu e meu amigo. Então.. se você quer o “Melhor atendimento da cidade” como diz o slogan desta padaria em Fortaleza, pense duas vezes antes de passar pela avenida Santos Dumont, 5570  e fuja da Plaza Pães Especiais.

Read Full Post »

pig

Será que tudo começou assim?

É triste a banalização dos fatos, pois tira a sensibilidade das pessoas quanto a um problema. Tudo o que se fala na mídia nestes dias tem que ter a gripe suína ou ‘gripe A’, para dar uma turbinada no telejornal. Um escandaloso sensacionalismo que – guardada a importância real de um fato de risco iminente – virou farofa: gente usando máscara antes de ter sequer um único caso registrado (até a Suzana Vieira apareceu de máscara).

Os repórteres parecem desejar demais que apareça um primeiro caso por aqui. Ficam rodeando essa meia dúzia de gato pingado com suspeita e não olham em torno do pescoço.

Será que ninguém se lembra mais da dengue? Que existem milhares de pessoas morrendo e centenas de milhares sendo contaminadas em todo o país? São mais de sete mil casos por semana registrados. Não estaria na hora de demandar um esforço maior para algo real e que… er… já está aí em toda a parte, há vários anos?

Algumas fotos do pânico da gripe suína:

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Read Full Post »